Liberdade ou Solidão?

thaene_mendes_escritora

Thaene Mendes – A nova escritora do Agora aos 30 Blog!

Pra que esse desespero em casar? Me diz…é porque sua família cobra de você!? É porque você tem medo de ficar sozinha? Pra titia?! Te contarei um pouco da minha vida, quem sabe assim você entenda se o que tens é liberdade ou solidão!

Por anos sonhei em me casar. Sonhava em ter um casamento perfeito.Mas peraê, o que é ter um casamento perfeito?! Na minha cabecinha, era me casar no civil, na igreja, com familiares e amigos, morar numa casa lindinha, toda enfeitada, ter filhos depois de alguns anos curtindo o namoro, a lua-de- mel, envelhecer ao lado dessa pessoa, ter netos e bisnetos em volta da nossa mesa nos dias de domingo com uma boa macarronada e carne assada, boa prosa, implicâncias, gargalhadas e companheirismo…lindo isso né?! But, comigo não foi assim. Crescemos acreditando que será mais ou menos esse cenário… amarga ilusão!

Não, não sou amarga ao ponto de pensar que todos os matrimônios são assim como o meu foi, mas observo muito.Talvez seja um defeito, ou qualidade. Escolha a palavra ou adjetivo que melhor se identificar à isso que eu considero como qualidade.

Meninas, me casei depois de conhecer meu ex marido noutro estado, literalmente! Morei uns dois meses em Manaus e lá o conheci. Apenas o conheci. Nada aconteceu, ao menos dentro de mim não. Vim embora pra minha cidade natal, Americana-Sp e depois de alguns meses, ele começou a me cortejar, foi lindo! Fofo e romântico! Conversamos por 9 meses online! Isso mesmo, online! Rsrs Nunca fui de ter amores eu diria, convencionais. Eu na época frequentava assiduamente uma igreja e pensava que me casar com alguém que partilhasse da mesma fé e ideologia seria o ideal.

Ele veio e em 6 meses nos casamos na igreja, civil e fomos morar de aluguel. No segundo mês de casada, eis a surpresa! Estava grávida! Como assim?! Não foi isso que planejei!😒

Meu primeiro filho a caminho e eu não teria como fazer seu quartinho lindo, não tinha carro, nem casa própria… ” E agora, José?!”

Obviamente o amei a cada segundo! Ele foi amado por nós! O desespero bateu a porta! Mas, sonhava em ser mãe, certo?!
“Thaene, já ouviu falar em camisinha?! Thaene, e anticoncepcional? Diu? Alow! Por que não previniu?” Digamos que eu não poderia… E consentia com tudo!

Sempre trabalhei! Meu primeiro emprego foi entregando panfletos, depois produção, vendas, manicure, babá, artesanato, produção e viagens para realizar as vendas. Não pude mais trabalhar porque ele não queria que nosso filho ficasse numa creche. OK! Aceitei!

Nosso filho tinha 4(quatro meses), isso mesmo, quatro meses! Eu entrei num quadro depressivo, depressão pós parto( assunto pra um próximo post). Depois de um resguardo, nossa primeira transa sem camisinha novamente, ele não gostava, e então… Engravidei das gêmeas! Na hora, eu praticamente o empurrei com meus pés no peito dele! Fui tomada por uma raiva imensa!!!! PutaMerda! Graças ao bom Deus, nunca precisei fazer inseminação artificial, sempre fui bem fértil, percebe-se que ele também, né?! ( Risos irônicos)

A partir disso, disse a ele que nunca mais chegaria perto de mim sem camisinha! Ah, o caos foi estabelecido! Eu, meninas, demoro me decidir, mas quando eu digo basta! Basta! Brigas por eu não estar trabalhando, me sentia inútil! Mesmo com três lindos presentes em minha vida! Queria poder trabalhar!!!! Novamente não pude colocá-los numa creche! ” Ele se sentirá rejeitado se o colocarmos, elas tiveram sérias complicações, não pode ficar na mão de qualquer um!” OK! Eu ficarei! Cuidarei deles! Brigas e mais brigas! Elas tinham seis meses e diante de um desemprego dele e muitas dificuldades, a mãe tornou-se deficiente visual e estava mal por isso, uma possível proposta de um projeto no interior do Amazonas nos encheram de esperança e deixamos tudo aqui( eu deixei meus familiares e amigos),

vamos viver por lá, Manaus.

Moramos quase 3 anos, não entrarei no mérito do que nos foi prometido, do que foi prometido à mim em particular, passamos alguns sufocos! Fome! Crianças vulneráveis às doenças e epidemias, saudades, choro, solidão, depressão, lá desejei morrer várias vezes… (…) Pausa pra me recompôr…
Comecei a produzir meus pães e bolos lá! As crianças ficavam embaixo da mesa brincando com farinha e água aos meus pés. Fazia as encomendas e vendia online. Muitos amigos foram feitos lá! Pessoas nos ajudaram muito! Diversas nos carregaram nas costas! Difícil conter as lágrimas… Tivemos muito apoio e suporte! Mas, não de quem se propôs a nos ajudar. A vida é assim, Deus usa quem Ele quer e do jeito que Ele quer.
Bom, resumindo… Ele recebeu uma proposta pra morar em Goiânia, nos levou pra casa da minha mãe, ia nos visitar a cada quinze dias, é… Esse foi o combinado, mas não deu. Três meses depois foi nos buscar pra morarmos com ele em Goiânia e eu disse que só iria se a casa fosse mobiliada. Ele alugou. Sabe pq?! Parem e pensem, pra ir, me desfiz das minhas coisas, cheguamos em Manaus com a roupa do corpo, deixei minhas coisas em Manaus, fui pra minha mãe novamente com a roupa do corpo. Não queria passar por isso pela terceira vez! Chega né?!

Quando a empresa entrou no processo licitatório, ficamos 3 meses sem salário, disse à ele, quero voltar pra minha terra! Ficar perto da minha parentela, minha mãe, meu irmão… minha avó( in memoriam). Ele aceitou, minha mãe foi nos visitar e foi pega de surpresa, eu implorei pra ela nos aceitar… a essa altura, relacionamento estava aos frangalhos! O amava, mas não aceitava mais ter essa vida de nômade. As crianças precisavam de raízes! Amigos de infância! Esse meu lado materno gritou! Pediu socorro!

Chegando aqui, em 15 dias ele arrumou emprego. Minha mãe levantou a casa dela, num terreno para nos tirar do aluguel! Aaaah, minha mãe… queria correr agora lá na casinha dela e dar uma abraço bem apertado nela! Te amo mãe!

O casamento foi de mal à pior! Meu emocional um caco! Até que um dia…um belo dia…descobri sem querer algumas mensagens( que não printei na hora, agora é fácil dizer que eu estava depressiva e vi coisa de mais)😒😒😒😒😒😒😒😒😒😒😒😒😒😒

Nunca havia mexido no celular, foram 7 anos sem ao menos tocar no celular! Nunca desconfiei! Nem em email, nada! Nada mesmo! Sou assim, se precisar ver algo, é porque algo muito importante acabou, a confiança.

Enfim, sempre disse que perdoaria tudo. E perdoei viu?! Cada coisa que não quero entrar nesses ” detalhes”. Também não fui perfeita, mas fiel?! Sempre! Pode passar na malha fina enquanto estive casada, me orgulho disso! Nunca o traí nem em mensagens, confesso que nem em pensamentos! Que delícia poder dizer isso!

Esquecemos as vezes que mesmo sendo ” o cara perfeito”, não estamos passivas à desilusões.

Agora tentem se colocar no meu lugar, três filhos pequenos, sem emprego fixo e sem marido! Tentei levar por mais um ano!

Não me casei pra me separar! Lembram do meu sonho acima?! O que houve com meu sonho?!!! Onde me perdi?! Como pôde?! Pq comigo?! Será que fui tão imerecida de ter apenas uma casamento longo e feliz?!

Pedi mais uma vez o divórcio! Sim, pedi diversas vezes! Pedi pra anular o casamento no dia do mesmo! Rsrs! Talvez foi premonição! Rsrs!

E depois de me reunir com minha mãe e explicar os porquês… Ele depois de uma viagem a trabalho, voltou e saiu de casa.

Vocês que são solteiras, não imaginam como é ficar sozinha na primeira noite! ” Ué?! Mas não era ruim? Não foi você quem quis?! Sem reclamações agora, por favor!”. É… a solidão não escolhe cenários.


Já ouviram falar em Síndrome de Estocolmo? É basicamente quando nos adaptamos a situações ruins. Me vi sem ele, as crianças chorando, contas chegando, desespero… Será que fiz mesmo o correto?

Mas, depois de alguns dias, focava nas coisas ruins, nos porquês da minha escolha. Me mantive! Não aconselho o final de uma casamento! Muitas me procuram esperando ouvir de mim, deixa ele! Separa! Pede divórcio! Eu NÃO aconselho de forma alguma a separação.

É péssimo! Se ama, se há confiança, lute! Não desista! Lembre-se o porque se apaixonou… Resgate o primeiro amor! Inove! Refaça! Recomece!

Um ano após a minha separação, vejo que muito sofri, meus filhos também, tive altos e baixos, mas hoje me sinto livre de ter de ficar presa a um relacionamento só pra agradar a sociedade. Muuuuuuuuuitas pessoas, mas muitas mesmo, vieram me dizer: ” Nossa, mas no facebook vocês pareciam a família perfeita!” Outra coisa que me dá nojo! Nojo pq quem vive de aparências e facebook, acha que o que postamos é 100% fiel ao que vivenciamos no dia-a-dia!

E pra encerrar, partilharei uma história que eu acompanho há tempos e compartilhei várias vezes os vídeos desse casal por achar linda a maneira que eles se casaram, por tudo que ela passou…Hoje pela manhã, vi seu vídeo explicando que o ex marido está preso por pedofilia! Sim, ela tem um filho pequeno e lindo.

https://youtu.be/NyaUntnAQFc

Aqui quando a conheci, ela é uma milagre divino! Sobreviveu! Renasceu! Foi traída pelo marido e separou-se.

https://youtu.be/90MCIw_fPsI

Aqui o casamento que me fez chorar rios de algria e esperança! Toda mulher chora! Não tem jeito!

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1055765647794086&id=378734475497210

Aqui ela contando que ele foi preso!

Acordem! Não é o fato de você estar só, sem ter se casado que isso a fará menos feliz e menos importante!

Ame a sua liberdade! Seja completa! Estude, viaje!!!! Pelo amor de Deus, viaje!!! Conheça outras culturas, sabores, ares e pessoas! Saia desse cubículo! Avance! Realize sonhos bobos, sonhos grandes, desde andar de bicicleta sem as mãos no guidon até ir à Itália!
Solidão é casar-se mal! Solidão é sentir-se só mesmo com todos ao seu redor!

Eu desejo que encontrem um belo amor! Amor de verdade, primeiro à si própria, depois um amor que a suporte nos dias ruins e que você ame de verdade, que seja feliz, constituindo família ou não. Afinal, pra ser feliz basta aceitar-se como és e viver sem querer agradar o mundo!

Você é única, baby! Única! Singular! Ninguém tem seu sorriso! Ninguém exala esse seu cheiro natural… Sua gargalhada, é única! Usufrua!

Encerro deixando uma música que amo do Tiago Iorc
” Mas só um tempo só, pra descobrir se é liberdade ou solidão. ”

https://youtu.be/l5zaE6U55CI

Beijos suas delícias!

Anúncios

6 comentários sobre “Liberdade ou Solidão?

  1. suzilaine disse:

    Meu tipo você é uma guerreira uma mulher que sofreu assim como várias de nós sonhamos com o príncipe encantado mais ah temos que nos amar acima de todas as coisas . admiro você por sua força sua garra sua história é linda cara meu uma história de superação e de força. E nossa maior razão de superar levantar a cabeça pra cima e bola pra frente são os nossos filhos herança do Senhor pra nós. Espero e tenho certeza gata você vai longe muito longe desejo de todo coração sucesso e que Deus continue te dando sabedoria e inteligência para os novos desafio dessa vida. Você representa todas nós que um dia acreditamos e colocamos nossa confiança em alguém que achávamos que era o nosso príncipe encantado mais que ao olharmos bem a nossa volta encontramos em alguém que sempre esteve próximo de nós aquilo que sempre procurávamos o AMOR. 😚

    Curtido por 1 pessoa

  2. Patricia Casavelha disse:

    Uauuu, que história! Li sem vírgulas, me deixou sem fôlego! E como você é forte, como é guerreira e como tudo isso a tornou sábia! Te desejo toda felicidade que possa existir, você sem duvidas merece!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s